F E L I Z   N A T A L   !   Desejo a você e sua família um Santo e Feliz Natal. Que Jesus possa nascer em você e que você possa renascer em Jesus. De fato, Natal é acolher Jesus integralmente em sua primeira vinda – vinda de amor – de modo a […] F E L I Z   N A T A L   !   Desejo a você e sua família um Santo e Feliz Natal. Que Jesus possa nascer em você e que você possa renascer em Jesus. De fato, Natal é acolher Jesus integralmente em sua primeira vinda – vinda de amor – de modo a […]

Arquidiocese de Botucatu

Liturgia Diária

A Voz do Pastor › 23/12/2014

F E L I Z N A T A L !

F E L I Z   N A T A L   !

 

Desejo a você e sua família um Santo e Feliz Natal. Que Jesus possa nascer em você e que você possa renascer em Jesus.

De fato, Natal é acolher Jesus integralmente em sua primeira vinda – vinda de amor – de modo a transformar-se em nova criatura, capaz de abrir-se aos outros na fraternidade e ao totalmente outro na transcendência e para a qual a morte do cemitério é verdadeiro nascimento – alegria com a justiça divina.

Natal é festa de luz! O apóstolo e evangelista João usa seis vezes a palavra “luz” em sua narrativa da encarnação do Verbo: “No começo a Palavra já existia: a Palavra estava voltada para Deus, e a Palavra era Deus. […] Nela estava a vida, e a vida era a luz dos homens. Essa luz brilha nas trevas, e as trevas não conseguiram apagá-la.[…] E a Palavra se fez homem e habitou entre nós.” (Jo. 1,1-14)

De fato, não basta visão perfeita! Para enxergar claramente é necessário um elemento externo ao ser humano: a luz. Assim, por mais que se esforce, o ser humano por si só, apenas com a razão não consegue ver claramente e muito longe. “Jesus continuou dizendo: ‘Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas possuirá a luz da vida’.” (Jo. 8,12).

nascimento

Batismo é iluminação. A pessoa batizada, iluminada por Cristo, entra em processo permanente de transfiguração. Volta, pouco a pouco, a enxergar Deus como Pai e os outros como irmãos e irmãs; passa a ver claramente sua origem, onde se encontra no momento e seu destino glorioso. De fato, o pecado desfigura a pessoa humana e impede a experiência de amor verdadeiro, deixando-a perdida na escuridão da existência. Deus deixa de ser Pai e os outros são vistos como concorrentes, adversários, inimigos a serem derrotados ou no mínimo explorados.

Portanto, aproveitemos bem este tempo especial para nos reconciliarmos com Deus e com os irmãos e irmãs.

Façamos da comemoração de Natal ocasião para fortalecer os laços familiares, aprofundar as amizades, despertar a sede de justiça, aumentar a fome de fraternidade e espalhar a luz da Boa Nova de nossa Fé.

Desejo que a Sagrada Família derrame abundantes bênçãos e graças sobre todas as nossas famílias e comunidades. Tenham todos um Feliz Natal e um Novo Ano iluminado!

+ Maurício Grotto de Camargo

Dom Maurício Grotto de Camargo

Arcebispo Metropolitano de Botucatu

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.