Arquidiocese de Botucatu

Artigos › 11/05/2019

Papa: “Esporte é agregação, amadurecimento e fraternidade”

Papa recebeu 400 pessoas na Sala Clementina (Vatican Media)

 

Recebendo 400 sócios do Centro Esportivo Italiano, Francico também resaltou a importância das regras , da disciplina e do respeito na atividade desportiva: “O esporte melhora as pessoas”, afirmou.

Cinco anos após o primeiro encontro, o Papa recebeu novamente no Vaticano os integrantes do Centro Esportivo Italiano, que está celebrando 75 anos de fundação. A Associação conta mais de um milhão e duzentos mil membros e clubes e associações esportivas, além de grupos paroquiais e oratórios associados em toda a Itália.

Variedade de propostas e criatividade

O Centro organiza concursos e atividades dirigidos especialmente aos jovens, mas abertos a todas as faixas etárias, abrangendo mais de 100 disciplinas. Através do compromisso de animação, a entidade oferece aos jovens um estilo de vida saudável e positivo, baseado na visão cristã da pessoa e da sociedade.

Esporte: uma grande escola

Em seu discurso ao grupo, o Papa começou ressaltando a importância das regras na atividade desportiva. “Ao enfrentar uma competição, você aprende que as regras são essenciais para viver juntos; que a felicidade não se encontra na rebeldia, mas em perseguir fielmente seus objetivos; e também aprende que já não se sente livre quando não tem limites, mas quando, com seus próprios limites, dá o melhor de si”.

Agregação, amadurecimento e fraternidade

Para Francisco, o esporte pode ser a ferramenta para resolver tantos problemas e alcançar uma transformação profunda em nossa sociedade, por ser um instrumento de promoção da hospitalidade, da saúde, do emprego, da igualdade de oportunidades, da proteção do meio ambiente, da tutela das crianças e dos adolescentes, da coesão e da integração social.

“ O esporte melhora as pessoas e pode promover uma cultura de diálogo e de encontros respeitosos ”

O Papa chamou a atenção para o fato que competições esportivas são sempre chamadas de “encontro”, e nunca de “confronto”, porque no final, embora seja melhor ganhar, de uma certa forma ambos vencem. “Este é o mundo com que sonhamos, e que queremos construir com determinação, com base numa competição saudável, que sempre vê no adversário um amigo e um irmão”.

Ser missionários e estender uma mão amiga

A visão cristã da vida que o esporte nos propõe é aprender a olhar para os outros e para as coisas com os próprios olhos de Jesus: ver como ele viu Jesus significa ouvir as suas palavras para compreender os seus sentimentos e tentar imitar os seus gestos. “Do Evangelho vem um mundo mais belo e justo, no qual a diversidade dos outros não é motivo de divisão, mas de crescimento e de ajuda mútua”.

Fonte: vaticannews.com

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com