Arquidiocese de Botucatu

Grupo teatral de Macatuba inicia os trabalhos para encenação da Paixão de Cristo

 

Por Everton de Oliveira

 

Criado em 1970, sendo pioneiro no Brasil, o Grupo Teatral “Pe. José Corsini”, da Paróquia Santo Antônio de Macatuba/SP, Arquidiocese Sant’Ana de Botucatu, pároco Pe. Fernando Gusson Maróstica, inicia no próximo dia 02 de fevereiro os trabalhos para a 49ª Encenação da Paixão de Cristo, ao vivo, e o Jubileu de Ouro – 50 anos;  a ser comemorado em 2020.

O Evento faz parte do calendário turístico do Estado de São Paulo, como atração religiosa do Circuito Turístico Caminhos do Centro Oeste Paulista. Acontece no espaço de Domingo de Ramos ao Sábado Santo da Ressurreição.

O grupo, formado por membros da comunidade, abre os trabalhos de 2019, seguindo até o término da Semana Santa, com um calendário repleto de atividades: reuniões, distribuição de personagens, ensaios, confecção de figurinos, montagem de palcos e cenários.

Durante a Semana Santa, sempre ao vivo, o grupo encena no Domingo de Ramos, a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém, na quinta-feira, a Última Ceia e o “Lava-pés”, na sexta-feira, ponto máximo para o grupo, a Paixão e Morte de Jesus, e no Sábado Santo, a Ressurreição.

A Encenação da Paixão e Morte de Jesus, realizada na Sexta-feira santa, inicia-se na Praça da Igreja Matriz de Santo Antônio, onde acontece a trama para prisão de Jesus, julgamento, flagelação e condenação, em seguida os participantes percorrem as ruas da cidade, realizando a Via-Sacra, com os encontros de Jesus com Maria sua mãe, Cirineu, Verônica, tento por fim a crucificação, em um morro natural, no C.E.C – Clube Esportivo e Cultural de Macatuba. Após a Crucificação, a população é convidada a acompanhar, em procissão, o corpo do “Senhor Morto” até a Igreja Matriz. No sábado, o grupo volta a se apresentar, encenando a Ressurreição.

O grupo, durante o ano de 2019, em função do Jubileu de Ouro, fará varias atividades que resgatarão a memória dos 50 anos de Evangelização, como missas de ação de graças, homenagens aos participantes vivos e falecidos, exposição de fotos e vídeos, e se possível palestras nos setores religiosos e educacionais que desejarem conhecer o trabalho.

Por fim, o grupo convida a todos, a reviver ao vivo, os últimos dias de Jesus, sua Paixão e Morte de Cruz, entregando-se por amor a todos nós e a celebrar juntos, o Jubileu de Ouro – 50 anos de Evangelização.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.