Resumo da reunião do CAMPA Resumo da reunião do CAMPA

Arquidiocese de Botucatu

Liturgia Diária

EVANGELHO:

SANTO:

Releases e notas › 22/02/2016

Conselho Arquidiocesano de Pastoral e Missão Ampliado se reuniu no sábado (20)

logoBrasaoBotucatu, 20 de fevereiro de 2016

Prezados Padres, Diáconos, Religiosos, Seminaristas, Coordenadores Arquidiocesanos de Pastorais, Movimentos, Associações e Organismos Eclesiais  da Arquidiocese de Botucatu

Saúde e Paz!

Realizou-se, hoje, no Centro de Pastoral, das 9h às 12h, sob a Presidência de Dom Mauricio Grotto de Camargo, Arcebispo Metropolitano, mais uma reunião do Conselho Arquidiocesano de Pastoral e Missão Ampliado (CAMPA). Após a Oração inicial e leitura da Ata, foram tratados os seguintes assuntos:

1- ESCLARECIMENTOS:

1.1- AS SIGLAS. A atual sigla CAMPA corresponde ao antigo CAMP; o atual CAMP corresponde ao antigo CAMPEX. Desse modo: o Conselho Arquidiocesano de Pastoral e Missão Ampliado (CAMPA), órgão máximo na Pastoral da Arquidiocese, reúne-se 2 vezes ao ano, ou, caso seja necessário, em convocação extraordinária feita pelo Arcebispo. É composto pelos membros do CAMP, os Padres Presidentes das Comissões e os Padres e Diáconos Assessores e os Coordenadores Arquidiocesanos das Pastorais, Movimentos, Associações e Organismos Eclesiais; o CAMP – órgão executar, composto pelo Arcebispo, Vigário Geral, Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, Secretária, Padres Coordenadores das Regiões Pastorais e Padre Representante dos Presbíteros,  reúne-se uma vez por mês.

1.2- CAMPA: NATUREZA E OBJETIVO:

NATUREZA: – “  A Arquidiocese Santana de Botucatu terá um Conselho Arquidiocesano de Missão e Pastoral Ampliado (CAMPA), que assessora o Arcebispo na organização, avaliações e planejamento pastoral da Arquidiocese”  ( Estatuto da Arquidiocese de Botucatu , art. 11º ).

 – É um órgão consultivo de comunhão e participação na caminhada missionária e pastoral da Arquidiocese ( Estatuto do Campa, art. 1º )

– OBJETIVO: – Estudar, avaliar e propor conclusões práticas sobre o Plano Missionário e Pastoral da Arquidiocese;   – Nortear as ações das Equipes Arquidiocesanas de Pastoral, Movimentos e das Associações, visando a pastoral de conjunto, de acordo com o Plano Missionário e Pastoral da Arquidiocese.

 

2- DIRETÓRIO ARQUIDIOCESANO DA PASTORAL DOS SACRAMENTOS.  Na próxima reunião do CAMP, dia 03 de março de 2016, na paróquia Sagrado Coração de Jesus, será aprovado o TEXTO PROVISÓRIO do Diretório Arquidiocesano da Pastoral dos Sacramentos (DAPS), que será, por sua vez, enviado a todas as forças vivas da Arquidiocese para estudo, aprofundamento, emendas e correção. Esse trabalho, envolvendo toda a Arquidiocese, vai do mês de março ao mês de junho deste ano.

3- APRESENTAÇÃO DA 2ª PROPOSTA.  Já antes, como, também durante, e, em especial, após o Concílio Vaticano II, a instituição Paróquia sofreu diversos questionamentos a respeito da sua existência e finalidade. Alguns chegaram mesmo a afirmar  que se tratava de uma estrutura obsoleta, ultrapassada, superada, e que deveria, quem sabe, ser eliminada.  Com a 4ª Conferência de Santo Domingo, em 1992, tratando da Nova Evangelização, a Paróquia teve, em parte,  sua imagem resgatada. Na 5ª Conferência de Aparecida, em 2007,  já não se tratou mais de eliminar a Paróquia enquanto estrutura superada, mas em transformá-la radicalmente, tornando-se não somente uma Paróquia renovada, mas Missionária.

Na Arquidiocese de Botucatu, nesse período de avaliação pastoral, estamos trabalhando a Paróquia, enquanto Missionária,   nas sua três dimensões constitutivas: Ministerial, Escola de Comunhão e Samaritana.

Após essa exposição feita pelo Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, os participantes foram divididos em três grupos e, a partir dos textos que serão também usados como subsídios nas Assembleias Paroquiais deste ano, cada grupo elaborou 2 perguntas para ajudar no início dos debates:

Grupo 1Paróquia Ministerial: 1- Como animar os ministérios dentro da comunidade e conservá-los unidos num só espírito de comunhão? 2- A partir da experiência pessoal com Cristo, como renovar as atitudes de todos os batizados, despertando um espírito de corresponsabilidade no processo de renovação da Paróquia discípula missionária?

– Grupo 2 – Paróquia Escola de Comunhão: 1- A Paróquia, hoje, é Casa e Escola de comunhão?2- Existia comunhão (comum união)  em  At 2, 42-47. Hoje, existe essa comum união?

Grupo 3 – Paróquia Samaritana: 1– Quais as situações de carência material e espiritual existentes na sua Paróquia? 2- Como integrar a dimensão da celebração dos Sacramentos, do anuncio da Palavra e do serviço da Caridade a fim de que o trabalho das Pastorais, Movimentos e Setores englobe  essas três dimensões  que são expressão da própria essência da Igreja?

4- ASSEMBLEIAS PAROQUIAS 2016 – 2ª PROPOSTA. Serão realizadas em todas as Paróquias da Arquidiocese, nos meses de junho – agosto. No momento oportuno os Padres Coordenadores das RPs vão receber o material completo e as orientações necessárias, como aconteceu no ano passado.

5- INICIATIVA DO SUL 1 DA CNBB. Como tinha sido estabelecido na reunião de dezembro de 2015,  o CAMPA escolheu a iniciativa solicitada pelo Sul 1 da CNBB para ser trabalhada em todas as Paróquias da Arquidiocese, neste ano Santo da Misericórdia e Campanha da Fraternidade: “ A reciclagem, com ênfase especial no combate ao mosquito Aedes Aegypti”. Os Padres Coordenadores das RPs vão ajudar nas orientações e no incentivo  às iniciativas que serão tomadas em cada Paróquia e Comunidade Católica.

6- VISITA DA IMAGEM PEREGRINA DE NOSSA SENHORA APARECIDA EM 2017.  Já está definido: a recepção da Imagem será no dia 01 de fevereiro de 2017, na Missa das 9h, na Basílica de Aparecida. O retorno, no dia 31 de maio de 2017, na Missa das 09h, em Aparecida. Na próxima reunião do CAMP, dia 03 de março, serão definidas datas e os percursos nas RPs.

Após algumas comunicações, com a oração do Angelus, presidida pelo Arcebispo, encerrou-se mais esta reunião do CAMPA.

OBS.:  No resumo da Reunião do Clero, do dia 04 de fevereiro último, cometi um erro ao atribuir ao Pe. Ademar Domingos Roma, expressões que não são de sua autoria. A frase: “… e a presença, em algumas Paróquias, de fiéis com  atitudes que destoam das  atuais orientações da Igreja, como o uso de véu, vestes longas e  receber, ajoelhadas, a Sagrada Comunhão” surgiu no contexto de sua fala, mais com autoria diversa. Já me desculpei  com ele, que aliás, foi muito compreensível e generoso comigo. Nesses resumos  e informações que envio, se alguém perceber alguma palavra ou expressão que não está  de acordo com a realidade dos fatos, por favor, me corrija.

Rezemos pelo Arcebispo e rezemos uns pelos outros! Que Deus no ajude e Senhora Santana nos proteja!

Sempre agradecido!

Pe. José Hergesse – Coordenador Arquidiocesano de Pastoral

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.