Arquidiocese de Botucatu

Paróquia de São Benedito, em Botucatu, completa 67 anos

Data será lembrada em celebração virtual neste domingo

Igreja São Benedito na década de 1940

Instalada oficialmente há 67 anos, a Paróquia de São Benedito celebrará a data no próximo domingo e o seu pároco, padre Ademar Domingos Roma, avisa que o aniversário deste ano será celebrado virtualmente, às 19 horas, com missa transmitida pelas redes sociais, já que os templos continuam fechados ao público devido à pandemia.

“É um marco significativo que precisa ser lembrado. Afinal, a nossa paróquia é a Casa da Palavra, onde na liturgia Deus se revela através dos textos bíblicos; é a Casa do Pão, onde os fiéis também se alimentam da Eucaristia; e também é a Casa da Caridade, onde, alimentados pela Palavra e pela Eucaristia, somos impelidos à prática da ajuda aos mais necessitados”, destaca Roma, que responde pela igreja desde fevereiro do ano passado.

Terceira comunidade eclesial de Botucatu, primeira a ser criada pelo quarto bispo diocesano, dom frei Henrique Golland Trindade, o seu território foi todo desmembrado da paróquia da Catedral de Sant’Ana. Segundo a justificativa episcopal, a paróquia surgiu “considerando o crescimento da população e a extensão da cidade e município, mas principalmente visando o bem espiritual dos fiéis”.

Instalação

 

A devoção a São Benedito em Botucatu vem desde fins do século dezenove, quando a irmandade ocupou a velha Matriz de Sant’Ana, então situada na área do atual Teatro Municipal, dela fazendo a capela em louvor ao santo frade negro cozinheiro. Com a demolição do velho templo, os devotos transferiram a capela para o antigo Largo do Rosário, atual Praça Carlos Gomes, em 1919.

Em dezembro de 1951, dom Henrique converteu a igreja desse lugar numa reitoria eucarística, nomeando como reitor o padre Oswaldo Violante. Poucos meses depois, o bispo criou, durante a festa do padroeiro, a nova paróquia, que teve como primeiro pároco o padre Luiz Oliveira Andrade.

De acordo com o decreto de criação, as divisas da Paróquia de São Benedito originalmente começavam na Avenida Dom Lúcio, na esquina da Rua Cel. José Vitoriano Villas Boas e se estendia até o leito da Estrada de Ferro Sorocabana, Ramal Vitoriana. De lá seguia até os limites do município com Anhembi e Bofete até cruzar com o limite de Itatinga, de cuja estrada avançava até entrar novamente em Botucatu, pela Rua Costa Leite, seguindo até a Rua Visconde do Rio Branco e dali para a Avenida Dom Lúcio, de onde se chegava ao ponto de partida, a Rua Coronel Villas Boas.

A festa de instalação teve início na manhã de 26 de abril de 1953, quando houve a concorrida celebração de duas missas festivas pelo ex-reitor, padre Violante, que nessa época respondia como pároco da Igreja do Espírito Santo, de Bauru.

Às 17 horas, o povo aglomerou-se na frente da porta central do velho templo, à espera do bispo que, ao chegar, foi saudado pelo médico e jornalista Sebastião de Almeida Pinto, bem como pelo professor José Pedretti Neto.

Em seguida houve a bênção da pedra fundamental da futura casa paroquial, cujo terreno fica na praça da mesma igreja, adquirido do Lar Padre Euclides Carneiro. Para essa finalidade contribuíram como benfeitores, políticos e personalidades da época, dentre os quais, o deputado Jayme de Almeida Pinto, J. Amaral Amando de Barros, Amando de Barros Sobrinho, Geraldo Lima, Mansueto Lunardi, Jorge Pinheiro Machado, Sebastião de Almeida Pinto e Emílio Pedutti.

Desde então também atuaram como párocos os padres José Oliveira Andrade, Oswaldo Violante, José Mascaretti, Eanes de Melo Cotias, Marcelo Henrique do Prado e Edson Geraldo Bovo.

Em fins dos anos 1950 deu-se início às obras da matriz atual, projetada pelo arquiteto Benedito Calixto Neto, cujo cinquentenário de inauguração ocorreu em dezembro passado. Do território de São Benedito foram desmembradas áreas que hoje formam as paróquias de Santa Teresinha do Menino Jesus, criada em 1980; a de São Pio X, em 1986; e a do Santíssimo Sacramento, em 2003.

 

Fonte: Paróquia São Benedito – Botucatu – SP.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.