Pastoral Pastoral

Arquidiocese de Botucatu

Liturgia Diária

EVANGELHO:

SANTO:

Sem categoria › 04/08/2017

Resumo da reunião do CAMP

Botucatu, 03 de agosto de 2017  – Quinta-feira da 17ª Semana do Tempo Comum

Prezados Padres, Diáconos, Religiosos, Seminaristas, Coordenadores Arquidiocesanos de Pastorais, Movimentos, Associações e Organismos Eclesiais  da Arquidiocese de Botucatu.

Saúde e Paz!

Sob a Presidência de Dom Mauricio Grotto de Camargo, Arcebispo Metropolitano, realizou-se, hoje, das 09h às 11h30, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Botucatu, a 3ª reunião do Conselho Arquidiocesano de Missão e Pastoral  – CAMP, deste ano de 2017.

Após a oração inicial e leitura da Ata da reunião anterior,  foram tratados os seguintes assuntos:

1- DIRETRIZES ARQUIDIOCESANAS DE MISSÃO E PASTORAL – DAMP. O texto oficial, já pronto, foi elaborado a partir da V Conferência de Aparecida e da Exortação Apostólica Pós-Sinodal Evangelii Gaudium, do Papa Francisco, com o esquema já conhecido:  1- Introdução; 2A Paróquia; 3- A renovação da Paróquia; 4– Uma Paróquia Discípula Missionária: Ministerial, Casa e Escola de Comunhão e Samaritana; 5- O perfil do Agente de Pastoral Discípulo Missionário: O Cristão Leigo; O Consagrado; O Diácono Permanente; O Presbítero; O Bispo; 6- A formação permanente do Agente de Pastoral Discípulo Missionário; 7- A Comissão Arquidiocesana de Formação Permanente dos Discípulos Missionários.

Das contribuições das Assembleias Paroquiais deste ano, foram elaboradas e aprovadas  9 Iniciativas Paroquiais, 3 para cada dimensão, as quais passam a fazer parte das Diretrizes Arquidiocesanas de Missão e Pastoral – DAMP, no seu número 4:

DIMENSÃO MINISTERIAL:

1- Nas Paróquias, Capelas  ou Comunidades, os Agentes de Pastoral exerçam apenas uma única coordenação paroquial, por vez, deixando, desse modo,  espaço para a busca e a inserção de novas pessoas nas funções de coordenação.

2- O tempo para o exercício do ministério de coordenação na Arquidiocese  seja  de 3 anos com a possibilidade de  apenas  uma recondução. Ou seja, no máximo 6 anos.

3- Estabelecer  cursos ou elaborar orientações básicas para a capacitação dos Agentes de Pastoral que exercem função de coordenação,  contando com a ajuda de profissionais da área de recursos humanos de empresas e entidades filantrópicas.

 

 DIMENSÃO CASA E ESCOLA DE COMUNHÃO

 

1- Fazer com que os Conselhos Paroquiais, em especial o  CAP e CMPP, exerçam suas funções  em vista de uma pastoral paroquial orgânica e eficiente, atingindo assim seus objetivos.

 

2- Apresentar orientações básicas, a partir das Diretrizes Arquidiocesanas,   para a elaboração de  planejamento, planos e projetos pastorais, segundo o método ver, julgar, agir e avaliar.

3- Implantar a Comissão Arquidiocesana de Formação Permanente dos Agentes Pastorais, a partir dos aspectos e dimensões contidas nas Diretrizes Arquidiocesanas de Missão e Pastoral.

 

C-  DIMENSÃO SAMARITANA

 

1- Incentivar a participação de membros das Paróquias nos Conselhos Municipais.

2- Apresentar orientações  pastorais,  sem identificação partidária, por ocasião das campanhas eleitorais, como forma de conscientização política dos cidadãos.

3- Instituir uma Equipe Arquidiocesana especializada no estudo e na divulgação da Doutrina Social da Igreja.

 

Dentro de alguns dias, o Texto Oficial será encaminhado aos Padres e Coordenadores Arquidiocesanos para uma última avaliação, antes da aprovação final do Arcebispo.

Com o objetivo de ajudar nesse trabalho de avaliação do Texto Oficial, no segundo semestre, o Coordenador Arquidiocesano de Pastoral, vai participar das reuniões dos Padres nas Regiões Pastorais:   RP1– 14/09, às 09:30h, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus  ; RP2- 17/08, na Paróquia Santa Luzia, em Iaras, SP; RP3– 31/08, em Maristela; RP4- 18/08, às 10h, na Paróquia – Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Lençóis Paulista, SP.

 

A promulgação das Diretrizes Arquidiocesanas de Missão e Pastoral – DAMP, será  no dia 15 de novembro de 2017, no Encontro da Família Arquidiocesana que neste ano será no La Salle, das 08h às 12h, com a presença dos Padres e de, pelo menos 15 pessoas por Paróquia.

 

2- REGIÕES PASTORAIS. Foi assumida pelo CAMP a decisão do Conselho Arquidiocesano de Missão e Pastoral  Ampliado – CAMPA, do último dia 17 de junho, que estabelece, a partir do próximo ano,  o seguinte esquema de reuniões para as Regiões Pastorais:

1- REUNIÃO COM PADRES: 4 Reuniões por ano.  Em cada  reunião, 2 momentos: –  O 1º Momento: Apresentação de um tema ligado à vida e à missão do Presbítero, feita por um dos Presbíteros da Região Pastoral; – 2º Momento: Assuntos pastorais da Arquidiocese ou da Região Pastoral, com o envio de um resumo para toda à Arquidiocese.

2- REUNIÃO COM COORDENADORES REGIONAIS DAS PASTORAIS E MOVIMENTOS: 4 reuniões por ano. Em cada  reunião, 2 momentos:  O 1º Momento: Apresentação de um tema ligado à vida e à missão do Cristão Leigo, feita por um dos Coordenadores de Pastorais ou Movimentos  da Região Pastoral; 2º Momento: Assuntos pastorais da Arquidiocese ou da Região Pastoral, com o envio de um resumo para toda à Arquidiocese.

 As duas reuniões, – num mês a reunião dos Padres e no outro,  a reunião dos Coordenadores Regionais – serão presididas pelo Padre Coordenador da Região Pastoral.

 

3- BANCO ARQUIDIOCESANO DE DADOS. Como instrumento em vista do bom funcionamento  das atividades pastorais da Arquidiocese, o Banco Arquidiocesano de Dados, sob a responsabilidade da Ir. Dulce, Marcelina, Secretária do CAMPA,   tão logo seja possível, disponibilizado na página da Arquidiocese,   passa a contar com a colaboração de uma Equipe de Apoio formada por 1 pessoa de cada uma  das quatro 4 Regiões Pastorais, com a finalidade de acompanhar e atualizar os dados de implantação, articulação e funcionamento das Coordenações Paroquiais, Regionais e Arquidiocesanas.

 

4-  ESTUDO DO ESTATUTO DO CMPPSob a coordenação do Coordenador Arquidiocesano de Pastoral serão realizados encontros de Formação para estudo do Estatuto do Conselho Missionário e Pastoral Paroquial – CMPP, com a presença dos Párocos, Coordenadores e Secretários dos CMPPs, de acordo com a seguinte programação: RP1– 20/09, às 20h, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus ; RP2- 23/08, às 20h, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Avaré, SP; RP3– 13/09, às 20h, na Paróquia Santuário Bom Jesus, em Conchas, SP; RP4- 30/08, às 20h, na Paróquia – Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Lençóis Paulista, SP.

 

5- ENCONTRO DA FAMÍLIA ARQUIDIOCESANA.  Neste ano, será no dia 15 de novembro, das 08h às 12h, no Colégio La Salle, com o encerramento do Ano Mariano na Arquidiocese, abertura oficial do Ano do Laicato e promulgação das Diretrizes Arquidiocesanas de Pastoral- DAMP. Em 2019, será um encontro festivo-celebrativo e em 2020, como conclusão de uma  Assembleia Arquidiocesana.

 

6- ANO DO LAICATO. Sob a coordenação do Pe. Lúcio Bento de Souza, Presidente da Comissão 2 – Laicato, Vida e Família, a Arquidiocese está iniciando a sua  preparação para esse ano especial, –  como pede a CNBB que,  em sua 54ª Assembleia Geral Ordinária, na sessão do dia 14 de abril de 2016, aprovou o Documento 105, “Cristãos Leigos e Leigas na Igreja e na Sociedade – Sal da terra e Luz do mundo”, e  sugeriu, como um dos “compromissos”, a realização do ANO DO LAICATO, aprovado na sessão do dia 15 de abril de 2016.

 

Rezemos pelo Arcebispo! E rezemos também uns pelos outros!

Que Deus nos ajude e Senhora Santana nos proteja!

Sempre agradecido!

 

Pe. José Hergesse – Coordenador Arquidiocesano de Pastoral

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.