Arquidiocese de Botucatu

Liturgia Diária

EVANGELHO:

SANTO:

Artigos › 12/08/2021

Vocação: chamado à Vida

Gosto de comparar vocação à uma chamada telefônica. Há sempre dois personagens: há quem faz a chamada e quem a recebe. Diante disso há duas atitudes: atender a ligação ou recusá-la. Assim vocação é todo chamado que Deus faz a cada homem e mulher, e que cada um apresenta-se livre para escolher aceitar ou não.

Vocação é chamado que se realiza na resposta. Deus nos ama desde toda eternidade, sequer havíamos nascido, Deus nos amava! como aponta o apóstolo, não fomos nós que amamos a Deus, mas ele nos amou por primeiro (cf. 1Jo 4,19). Da mesma forma não somos nós que escolhemos a Deus, mas ele que nos escolhe e nos elege. Nosso aceite é uma resposta a tal chamado feito por Deus.

O primeiro chamado que Deus faz a todos é à vida. A vida é dom precioso de Deus que nós somos chamados a cuidar e conservar. Isso não significa ‘cuidar da vida do outro’ com tom de curiosidade, mas zelar pela própria vida e pela vida daquele que está do lado. A vida é dom dado por Deus e dom mantido. É graças a Deus que vivemos, visto que a vida vem dele, e nele está a fonte da vida (Sl 35, 10). Preservar a vida, manter a vida e zelar pela vida é o sentido de toda vocação do homem.

O Senhor também chama discípulos para seu seguimento. Todos os Evangelhos relatam o chamado do Senhor a pessoas para o seguir. Foi assim com os apóstolos, foi assim com os discípulos, as primeiras comunidades cristãs, e assim é até hoje. Por isso o cristianismo não se baseia no encontro com uma doutrina ou uma filosofia de vida, mas o ser cristão só tem sentido a partir do encontro com uma pessoa: Jesus Cristo. É através desse encontro de vida que é possível segui-lo, conformando a própria vida com a vontade e com a vida dele.

Disso decorre as demais vocações específicas, que é chamado de Deus a cada um em particular. De acordo com o estado de vida e com os apelos do coração, na história de cada um, Deus chama para os diversos carismas na Igreja: a vida consagrada, a vida familiar, ao ministério ordenado, ao serviço na comunidade, enfim. Todas essas vocações são diferentes maneiras de responder ao apelo do Senhor: vem e segue-me.

Para que fique claro em nós do ‘como’ seguir ao Senhor, devemos ter em mente que antes de tudo devemos escutá-lo através da Palavra e através da oração, que deve nortear nossa vida cristã. Assim podemos discernir o que o Senhor quer de nós, e podemos responder à altura o seu chamado.

Não basta Deus chamar, é preciso responder.

 

Artigo escrito por: João Vitor Panchoni Sant Anna (3º ano da etapa da configuração – Teologia).

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.